A China é realmente um país de contrastes e bastante antagônico. Em um país com mais de 1,3 milhão de habitantes somente 13% de sua terra é arável. E, pior que isso, 37% de seu território está sofrendo erosão.

Esses dados foram fornecidos pelo Ministério de Recursos Hídricos, a quantidade de terra afetada anualmente é de 4,5 milhões de toneladas, somando um total de 3,57 milhões de quilômetros quadrados. Muita coisa!

E, confirmando a lei da Murphy, o negócio piora. Esse processo de erosão afeta TODAS as bacias hidrográficas do país. A pior situação é justamente no mais largo rio da Ásia, o Yangtsé, e o rio Amarelo.

É claro que isso é um efeito do rápido desenvolvimento chinês que leva consigo uma urbanização brusca de área rurais, também é consequência do mal uso para o plantio e falha nos projetos de mineração. Esse último é bem famoso por suas más-condições de trabalho que mata muitos trabalhadores anualmente.

Ainda segundo Ministério de Recursos Hídricos da China, esse problema afeta 646 municípios do país, mas somente 200 tem algum programa para combater a erosão. O problema alegado é falta de fundos mas, sejamos sinceros e realistas, alguém acredita nisso?

Também é óbvio que tudo isso afeta a economia, não somente em longo prazo. Segundo o BAD (Banco Asiático de Desenvolvimento) o prejuízo já é de US$ 60 milhões. Voltando ao parágrafo acima, será que, para evitar tais prejuízos não se acha dinheiro agora?

Comments (4)

On 18 de fevereiro de 2009 04:48 , Hugo disse...

Basta ver como está o Rio das Pérolas,aqui em Macau.Um nojo

 
On 18 de fevereiro de 2009 10:53 , Luiz Barretto disse...

Olá Hugo,
Se quiser enviar foto para ser postado aqui, seria interessante!

 
On 19 de fevereiro de 2009 06:04 , Hugo disse...

Um dia destes vou tentar tirar umas fotos ao rio e envio

 
On 19 de fevereiro de 2009 09:52 , Luiz Barretto disse...

Legal Hugo, seria curioso divulgar algumas fotos disso!
agradeço desde já.