Pesquisadores canadenses da Information Warfare Monitor (IWM) anunciaram que descobriram uma rede de espionagem "virtual", baseada na China. Alías, uma gigante: teria se infiltrado em 1.295 computadores em 103 países.

E vejam que essa conclusão é o resultado de uma extensa pesquisa de investigação que demorou 10 meses feita pela IWM a pedido de ninguém menos que Dalai Lama.

Segundo esse estudo embaixadas e Ministérios de Relações Exteriores, principalmente asiáticos, eram os alvos do "malwares" que permitiam à rede batizada de GhostNet controlar o computador infectado. A tecnologia da rede é tanta que consegue, através desse malware, ativar webcams e áudio para ouvir o ambiente do computador. Algo realmente impressionante.

Segundo o relatório da IWM a GhostNet se destaca pela grande habilidade de "coletar inteligência para o uso da polícia ou dos serviços de segurança de um Estado repressivo, com consequências potencialmente fatais para as pessoas expostas".

E a principal pergunta é...
O Governo Chinês está por trás dessa grande rede? Negam, e a própria IWM afirma não haver indícios ou provas de Beijing nisso tudo. Seja como for é necessário ficar atento à essa movimentação que pode realmente mudar a forma como a China é visto no mundo.

E, se Beijing realmente não tem nada a ver com essa maléfica rede, que ajude a acabar com ela de uma vez, pois esse tipo de ação é lamentável em todos os aspectos possíveis e causa mais desconfiança e animosidade não somente nas vítimas de espionagem, mas no resto dos países também. Saber como as informações coletadas foram usadas também me parece ser fundamental, posto que ninguém espia outros "por esporte", e sim por demanda.

Comments (2)

On 31 de março de 2009 01:28 , Tami disse...

Claro que está melbem! Como vc acha que eles controlam tudo dentro dessa China enooooorme!

 
On 31 de março de 2009 08:27 , Luiz Barretto disse...

Se for realmente eles já estão saindo das fronteiras do próprio país, e isso é preocupante!